terça-feira, 14 de março de 2017

ARCÊNIO CORREA E PEDRO SORIANO - NOSSAS FAMÍLIAS


                            Não escrevi antes, por motivos alheios à minha vontade, que prefiro declinar.
Mas, a obrigação de cidadania comunitária, nunca é tarde para exercida.
                           Ainda mais, em uma  cidade como a nossa em que todos são integrantes de todas as famílias.  
                           Arcênio, a mais linda voz que conhecí, pertencia a uma família tradicional da cidade, onde despontam pessoas extraordinárias que me acolheram e deram a oportunidade de continuar vivendo com dignidade, como meu venerável amigo Altino Correia, a quem sinto grande estima e amor e seus irmãos Albino, Alvaro,  Alzira e Armindo.
                           Foi com o Arcênio e o grande Esidro Tacca, não esquecendo o Vinicius Mendes que comecei como (moleque) a "pegar" as escalações dos times que jogavam nas tardes de domingo no Estádio J. Francisco Abegão, antigo J. Andrade e no memorável Parque São Jorge, além do campo da Mariana na Vila Vicentina.
                          Tempos inesquecíveis, memórias eternas de quem sonhava um sonho distante e buscava nas calças curtas de algodão e nas camisas de sacos de farinha de trigo, feitas pela dona Lurdes, ser um dia um radialista e jornalista.
                          Tremendo mais que vara verde, junto com o Arcenio,  apresentei pela primeira  o programa de esportes das 11.00 horas no acanhado e pequeno estudio da Radio Pres. Venceslau no prédio em que funciona a associação Comercial.
                        , O Altino,, o grande reporter, gerente e jornalista era o homem das comunicações em Presidente Venceslau, com um prestígio imenso.
                           Seu irmão, com a bela voz que tinha, logo foi para Presidente Prudente, onde com Joseval Peixoto, hoje ancora do SBT, apresentava o Jornal falado R-84 - da  Radio Presidente Prudente, que eu sempre ouvia para admirar os dois grandes locutores.
                           Assim foi o Arcênio em minha formação.
                           O meu muito obrigado a êle.    
                          E o Pedro Soriano,,,,,, Professor secundario, Homem educado, cortez, culto, português correto, atitudes firmes, presença bonita e elegante, professor efetivo, era um dos partidos mais cobiçados da cidade, além de pertencer à família Soriano exemplo de trabalho, honestidade e honradez.
                         Casou com  a Professora Teresinha Fontolan, lindíssima, e com ela constituiu o par ideal, sonho de todos que buscam a felicidade o amor.
                         A morte os separou mas, Pedro escolheu Ester uma companheira digna de ocupar o lugar da Teresinha, da familia Casari e com quem compartilhou o restante da vida.
                        Pedro além das qualidades pessoais era um venceslauense fanático, Nas inumeras vezes que foi Presidenet da Faive, quando o entrevistava dizia com "ufanismo" que aquela era a melhor "mostra regional da Agro-Pecuária do Oeste Paulista"
                       Não tinha ranços e foi Presidente da FAIVE nos governos Inocencio Erbella, onde construiu o Tatersal de leilões, um exemplo até hoje e implantou a base da infra-estrutura do Parque Alfredo Ellis e nos governos do Tacinho, sempre propondo a concórdia e tendo a franqueza e a honestidade, além do amor a Venceslau, como seus objetivos.
                       Integrante da AEPREVE como um dos sócios, deu aulas muitos anos de Letras nos cursos superiores da Institução.
                      O que mais falar de um homem desta extirpe ?
                      Sòmente agradecer e dizer que foi um patrimonio pessoal e cultural de uma comunidade que se orgulha de ter o privilégio de vê-lo nascer em Pres. Venceslau.
                      Descanse em paz,velhos amigos que logo nos encontraremos de Deus permitir.

                       

Nenhum comentário: